BLOG

Liderança Colaborativa: Definição e Como ser Um Líder Colaborativo


25/11/2020 Carla Russi

Este é um parâmetro para o desenvolvimento de equipes altamente responsáveis e a combinação valiosa de pessoas engajadas, confiabilidade, constância e resultados efetivos.

Quando um líder tem conhecimento dos indivíduos que compõe a sua equipe, ele proporciona estratégias compensatórias de forças, equilibrando o sistema de tarefas e preservando a integridade criativa de cada colaborador.

A mentalidade de abundância coletiva é gerada pelo entendimento mútuo em que as consequências de cada ação individual serão refletidas no todo, e que então é preciso manter a integridade da equipe através da dedicação das partes. Propósitos e princípios devem ser integrados e refletidos através do líder, tal combinação ao invés de controle sobre as pessoas, traz o respeito. 

Com este cenário torna-se possível compartilhar mais informações, descentrar mais tarefas e o aumentar a responsabilidade tanto individual quanto coletiva. Quando o líder foca mais nas pessoas e menos nas tarefas, ele consegue modelar e alinhar as estratégias de forma mais assertiva na execução tornando-se um multiplicador sustentável de talentos, e a equipe passa a agir de forma mais sistêmica.

As pessoas bem estimuladas desempenharão seus papéis de forma mais autônoma nas tomadas de decisões e compartilharão estímulos uns com os outros. Visto que um ambiente confiável torna o indivíduo mais colaborativo e comprometido com o grupo, neste tipo de cultura a estrutura, pessoas e recursos atuam em prol de um propósito maior, mas este propósito está vinculado a cada indivíduo de forma particular. Eis aqui a grande diferenciação!

É através do trabalho que os seres humanos tornam reais seus sonhos, objetivos e metas. Tornar este caminho mais significativo é tarefa de ambas as partes. De um lado temos um empresário que adquire seus sonhos através de sua empresa e que precisa de funcionários envolvidos e capacitados.

Do outro lado temos o funcionário que também tem seus sonhos e que precisa desenvolver seu potencial para manter suas aspirações e que precisa de um ambiente propício. Contribuir não é somente fazer a sua parte, contribuir é se tornar parte, é atribuir valor e dedicação para o resultado. 

Num ambiente colaborativo, as ações serão mais rápidas devido à autonomia de tomadas de decisões, descentralizando as questões burocráticas que tornam os resultados mais lentos.  A execução não depende somente de um líder-chave, mas de um membro que demonstra mais habilidade para determinada ação.

O comportamento altruísta torna o indivíduo mais ativo e produtivo, as cobranças são naturalmente incorporadas nas responsabilidades e consequências da própria equipe. O envolvimento individual determina não somente o sucesso da equipe, como o próprio sucesso através do engajamento. Ninguém quer perder, e o trabalho de equipe gera esse laço emocional de que¨ todos somos um¨, e que juntos fortalecemos os talentos uns dos outros para o sucesso integral.

Um ponto crítico é a cobrança de responsabilidades, uma forma de contornar este ponto é alinhar as funções de cada integrante conforme as suas habilidades mais fortes, ou seja, cada integrante faz o que sabe fazer bem feito, porque quando um ser humano está agregando valor e utilizando a sua força criativa ele automaticamente torna-se autor responsável pela tarefa, sem necessidade de controladores e motivadores externos. E essa colocação do elemento humano certo e no lugar certo é do líder, pela capacidade de conhecer, entender e posicionar o seu liderando na sua equipe.

Para traduzir uma postura colaborativa, é importante salientar que todos os integrantes da equipe devem discutir permanentemente e acompanhar o desenvolvimento íntegro do trajeto, isso requer uma rotina traçada dos encontros das equipes e ferramentas transparentes para visualizar os avanços e os passos a serem adotados. Para praticar esta disciplina as tarefas devem ser traçadas diariamente e semanalmente, para que todos possam identificar comportamentos novos e melhores já no percurso, substituindo o controle pela criatividade.

As linhas de comunicação em todas as direções deverão ser abertas, participativa e circular para que todos tenham acesso aos mesmos dados. Uma maneira ótima para realçar resultados que contribuem para explicitar os esforços individuais e coletivo.

Somente passar uma meta é algo vazio e nada inspirador, mas proporcionar uma experiência com valor e propósito e fazer o indivíduo acreditar e tomar posse de um projeto conduz qualquer resultado ao sucesso.

Carla Russi
Educadora Executiva

Voltar


NEWSLETTER
Inscreva-se para receber:

    Faça o teste e descubra o nível de engajamento da sua equipe.

    Escola E3

     

      CONTRATE
      NOSSAS SOLUÇÕES

      Endereço
      Rua Serra de Botucatu, 878/880 – Conjunto 1604
      Vila Gomes Cardim – São Paulo/SP
      CEP: 03317-000

      Contato Comercial
      (11) 3132-8262
      (11) 94574-5234
      (11) 98136-3938

      E-mail
      atendimento@escolae3.com.br