BLOG

Organizações que pulsam


28/02/2020 Fernanda Santoro

Ao longo de minha carreira, em gestão de pessoas, umas das perguntas que mais me fazem, além do que é necessário para ser um líder de sucesso, é claro, é como engajar verdadeiramente os colaboradores.

Em geral, o discurso é o mesmo: “Fernanda, eu já fiz de tudo! Eu dou feedback, comunico tudo que é importante para o meu time, reconheço, dou prêmios, mas não consigo ver aquela paixão pelo que eles fazem, pela empresa”. 

Dados de pesquisas mostram que organizações que têm um maior percentual de colaboradores engajados, possuem um desempenho financeiro superior e, a partir desses dados, muitos estudos e ferramentas foram desenvolvidos para entender qual seria a receita mágica para alcançar esse nível máximo de engajamento dos profissionais.

Existe uma receita mágica para o engajamento?

A maioria destes estudos leva a uma resposta muito similar: a empatia, principalmente das lideranças, deve ser desenvolvida, para que os líderes consigam enxergar sob a ótica de cada um de sua equipe e os colaboradores, a partir da percepção de que são escutados, respeitados e enxergados passem a sentir que aquele ambiente os permite serem HUMANOS e não apenas recursos para alcançar números. 

A empatia, com certeza, é uma competência fundamental para que as organizações se tornem mais humanizadas. A grande questão é que, para gerar altos níveis de engajamento, ela precisa vir de todos os lados – da alta gestão, das lideranças, dos colaboradores de todas as funções.  Algumas vezes, somente o exemplo não é suficiente para gerar a transformação necessária.

Engajamento está diretamente relacionado à motivação, à felicidade, ao prazer de fazer algo, ao movimento gerado pelo momento vivido, à conexão com pessoas. 

Se não sabe o caminho, pergunte!

Se sairmos do ambiente corporativo e perguntarmos a 100 pessoas, aleatoriamente, o que as motiva, o que as faz verdadeiramente felizes, diferentes respostas podem surgir: sentir-me saudável, brincar com meus filhos, viajar com a família, brindar com amigos, estar sozinho e conhecer novas pessoas, poder relaxar em contato com a natureza, participar de uma maratona, ser reconhecido no trabalho, superar metas, fazer uma atividade voluntária…

Uma infinidade de respostas irão surgir e todas elas vão gerar sensações muito similares nos respondentes: logo antes de responder a essa pergunta, o coração já começa a pulsar e a felicidade toma conta da pessoa, geralmente demonstrada em sorrisos singelos, quase involuntários, no canto da boca. O coração pulsa, pois relembra de cada momento, sentindo a sua vibração: a vida percebida e sentida em sua máxima intensidade.

E é justamente esta relação que quero ressaltar: é improvável conseguir o engajamento de pessoas com algo sem vida, sem pulsação, sem conexão pessoal. 

Os líderes querem que os colaboradores se engajem com a “empresa”, mas quando falam da EMPRESA parecem se separar dela e se referirem a uma entidade misteriosa, algo estático e intocável que remete àquela imagem do século anterior: um ambiente frio, com paredes altas, máquinas, gráficos, números… as pessoas somente como recursos para fazer o sistema funcionar e não como algo fundamental para mantê-la VIVA.

Como ficaria o nível de engajamento se a imagem que as pessoas têm das organizações deixasse de ser a de “Tempos Modernos” e passasse a ser uma imagem de um corpo vivo, formado por GENTE, em que cada um sentisse sua própria relevância, como membro de algo maior, e entendessem que ser parte desse conjunto maior as fazem ser melhores a cada dia? 

Deixo aqui esta reflexão/provocação: O que aconteceria no mundo corporativo se as pessoas se vissem como empresa e percebessem as empresas como ORGANIZAÇÕES QUE PULSAM?

 

Voltar


NEWSLETTER
Inscreva-se para receber:

    Faça o teste e descubra o nível de engajamento da sua equipe.

    Escola E3

     

      CONTRATE
      NOSSAS SOLUÇÕES

      Endereço
      Rua Serra de Botucatu, 878/880 – Conjunto 1604
      Vila Gomes Cardim – São Paulo/SP
      CEP: 03317-000

      Contato Comercial
      (11) 3132-8262
      (11) 94574-5234
      (11) 98136-3938

      E-mail
      atendimento@escolae3.com.br