BLOG

Habilidades que Precisaremos Desenvolver nos Próximos Anos


13/01/2021 Raimundo Ribeiro

Habilidades que precisamos ter e/ou desenvolver nos próximos anos para manter nossa empregabilidade

Venho estudando muito sobre o futuro do trabalho, para entender como manter minha empregabilidade e também para auxiliar meu filho de 13 anos na sua escolha profissional.

Às vezes a gente se esquece de que estamos mais próximos de 2030 do que do ano 2000. Não dá para adivinhar o futuro, mas a gente já observa mega forças que já estão fazendo essa transformação acontecer.

O avanço acelerado das novas tecnologias:

Inteligência Artificial, Realidade Aumentada, Robótica, Realidade Virtual, Produção 3D em massa…

Mudanças demográficas: 

As pessoas vivendo cada vez mais e estendendo suas carreiras por mais tempo.

Mudança no eixo de poder econômico:

Veremos a ascensão acelerada das economias emergentes – principalmente da Ásia.

O novo mundo do trabalho:

Profissionais e empresas que já criam formas de trabalho muito além do emprego e das organizações tradicionais.

Imagine agora o impacto dessas mega forças combinadas nos próximos anos. Isso tudo vai gerar uma mudança bastante grande nas habilidades que vão ser demandas de todos nós.

A partir do momento que máquinas assumem trabalhos repetitivos, padronizados e manuais, e, a Inteligência Artificial assume trabalhos que exigem “um cérebro”, o que “sobra” para o ser humano?

Independentemente de pontos de vista sobre o impacto da automação das ocupações, temos que admitir que o futuro do trabalho exigirá novas habilidades. O que sobra para o ser humano, em termos de trabalho, será, naturalmente, diferente do que é feito hoje.

Um novo relatório da Britânica Nesta, lançado em colaboração com a Universidade de Oxford e especialistas da Oxford Martin School, além da Pearson, buscou mapear como essas mudanças afetarão a necessidade de desenvolvimento de novas habilidades até 2030.

Os pesquisadores analisaram as 20 principais habilidades mais comuns entre as ocupações que tiveram uma maior perspectiva de crescimento no futuro, para descobrir quais seriam aquelas mais “imunes” aos robôs e às AIs.

As 20 principais habilidades mais comuns:

1 – Discernimento, bom senso e tomada de decisão:

calcular e compreender os custos e os benefícios de alternativas possíveis e imaginadas para escolher a mais apropriada.

2 – Aprendizagem ativa:

estratégias de aprendizagem — saber escolher métodos e procedimentos apropriados para aprender ou ensinar novas coisas.

3 – Estratégias de aprendizagem:

compreender as implicações de novas informações para a resolução de problemas atuais e futuros e para a tomada de decisões.

4 – Avaliação de Sistemas:

Identificar medidas ou indicadores do desempenho do sistema e as ações necessárias para melhorar ou corrigir o desempenho em relação aos objetivos do sistema.

5 – Solução de Problemas Complexos:

Identificar problemas complexos e revisar informações relacionadas para desenvolver e avaliar opções e implementar soluções.

6 – Análise de Sistemas:

Determinar como um sistema deve funcionar e como as mudanças nas condições, operações e ambiente afetarão os resultados.

7 – Monitoramento:

Monitoramento e avaliação do desempenho de si mesmo, de outros indivíduos ou organizações para melhorar ou tomar ações corretivas.

8 – Pensamento Crítico:

Usando lógica e raciocínio para identificar os pontos fortes e fracos da solução alternativa, conclusões ou abordagens para problemas.

9 – Instruindo:

Ensinando os outros a fazer algo.

10 – Gestão de Recursos de Pessoal:

Motivando, desenvolvendo e direcionando as pessoas enquanto elas trabalham, identificando as melhores pessoas para o trabalho.

11 – Coordenação:

Ajustando ações em relação a outras ações.

12 – Escuta Genuína:

Dar plena atenção ao que as outras pessoas estão dizendo, tempo de conversação para entender os pontos que estão sendo feitos, fazer perguntas conforme apropriado, e não interromper em momentos inapropriados.

Classificadas em Capacidade:

1 – Fluência de ideias:

capacidade de apresentar uma série de ideias sobre um determinado tópico (aqui, a quantidade de ideias é importante, não a sua qualidade, exatidão ou criatividade).

2 – Originalidade:

capacidade de apresentar ideias incomuns ou inteligentes sobre um determinado tópico ou situação, ou desenvolver formas criativas de resolver um problema. 

3 – Raciocínio Dedutivo:

A capacidade de aplicar regras gerais a problemas específicos para produzir respostas que façam sentido.

4 – Raciocínio Indutivo:

A capacidade de combinar informações para formar regras gerais ou conclusões (inclui encontrar um relacionamento entre eventos aparentemente não relacionados).

5 – Sensibilidade para Identificar Problemas:

A capacidade de dizer quando algo está errado ou é provável que dê errado. Não envolve resolver o problema, apenas reconhecendo que existe um problema.

6 – Ordenação de Informações:

A capacidade de organizar coisas ou ações em uma determinada ordem ou padrão de acordo com uma regra específica ou um conjunto de regras.

Classificadas em Conhecimento:

Educação e Treinamento:

Conhecimento de princípios e métodos para o desenho de currículo e treinamento, ensino e instrução para indivíduos e grupos, e a mensuração de efeitos de treinamento.

Administração e Gestão:

Conhecimento dos princípios de negócios e gestão envolvidos no planejamento estratégico, alocação de recursos, modelagem de recursos humanos, técnicas de liderança, métodos de produção e coordenação de pessoas e recursos.

Conclusão

Em qualquer processo disruptivo e de mudança, nós temos duas opções: nos colocar como plateia ou como protagonistas deste processo. Não dá para adivinhar o futuro, mas a gente pode criar as condições para nos preparar de forma proativa.

Estamos em um momento histórico de transição. Não há respostas prontas e absolutas. Mas, como diz Clayton Christensen, um dos papas da Inovação, “sairão na frente aqueles que começarem a jogar esse NOVO JOGO ANTES que o velho jogo termine”.

Fonte: O Futuro das Coisas, Nesta http://data-viz.nesta.org.uk/future-skills/index.html

Voltar


NEWSLETTER
Inscreva-se para receber:

    Faça o teste e descubra o nível de engajamento da sua equipe.

    Escola E3

     

      CONTRATE
      NOSSAS SOLUÇÕES

      Endereço
      Rua Serra de Botucatu, 878/880 – Conjunto 1604
      Vila Gomes Cardim – São Paulo/SP
      CEP: 03317-000

      Contato Comercial
      (11) 3132-8262
      (11) 94574-5234
      (11) 98136-3938

      E-mail
      atendimento@escolae3.com.br