BLOG

Empreendedorismo: Ainda Vale a Pena Empreender no Brasil?


06/02/2020 Fernando Azevedo

Empreendedorismo: Vale a pena abrir um negócio no Brasil?

 

Concordamos que empreender no Brasil não é uma tarefa fácil, de fato é para pessoas fortes, porém, é totalmente possível obter sucesso empreendendo por aqui

Hoje, eu quero te mostrar como funciona o empreendedorismo no país e se vale a pena encarar esse desafio. De fato, essa decisão só depende de você, e é importante estar ciente da jornada caso aceite este convite, vamos falar sobre características do empreendedor, burocracias e custos de empreender, mercados que mais crescem no Brasil, e chegar à conclusão de se ainda vale a pena abrir um negócio por aqui.

Antes de tudo, gostaria de trazer um conceito bem comum no meio empreendedor: 

Empreender por necessidade ou oportunidade?

Basicamente, existem duas maneiras, ou motivos, pelo qual começar a empreender, pela necessidade a curto, médio ou longo prazo, e pela visão de oportunidade. A pessoa que se vê sem a fonte de renda ideal, por instinto precisa arrumar um jeito de manter sua casa e sua família nas mínimas condições, essa por sua vez, vai em busca de conquistar mais dinheiro sem a exigência de um vínculo empregatício.

Já o negócio a partir da visão de oportunidade, parte da pessoa que possui a decisão de naquele momento trabalhar para alguém ou não, mas decide agir de maneira empreendedora, com idealização, planejamento, fundamentos naquilo que enxergou e metas estabelecidas. 

Claro que, nenhuma das duas faces do início de uma carreira empreendedora são exatamente nessas características, já que, uma pessoa com plena necessidade, pode com certeza empreender a partir da visão de oportunidade.

Continuando, vamos recapitular o fundamento do assunto:

O que é ser empreendedor?

De forma resumida, empreendedor é aquela pessoa que de fato assume correr risco, pois entra numa jornada idealizada, mas sempre sem saber o que o espera no caminho. Essa pessoa precisa possuir algumas características fundamentais como, ser paciente, organizado, motivado e empenhado no que quer.

Hoje no Brasil, mais de 51 milhões de pessoas empreendem com negócios próprios, de acordo com o GEM, representando 40% da população. Segundo estudos do IBGE, o número de vagas de empregos formais abertas será cada vez menor em comparação com o número de habitantes do país, tendo o empreendedorismo como porta de saída para boa parte da população. 

 

 

De forma prática, qual as burocracias de custos?

No Brasil existem algumas maneiras de abrir uma empresa, e pode ser mais simples do que você pensa, como é o caso do enquadramento MEI e ME. Você pode se tornar um microempreendedor individual ou abrir CNPJ de uma micro empresa (ME), tendo a única diferença no faturamento permitido nos enquadramentos, sendo o limite máximo anual para o MEI R$81 mil reais, e o limite máximo anual para ME de R$360 mil reais. Existem detalhes secundários como número de funcionários e custos de taxas. 

O MEI fica isento dos tributos federais, como Imposto de Renda de Pessoa Jurídica, PIS, Cofins, IPI e CSLL. Porém, deve pagar o valor fixo mensal de R$ 45, se for comércio ou indústria; de R$ 49, para prestação de serviço; ou de R$ 50, quando for comércio e serviços. Você pode também abrir uma EPP, empresa de pequeno porte, empreender como EI (empreendedor individual) ou um enquadramento de responsabilidade limitada, famosa EIRELI

Também é possível abrir uma empresa de pequeno porte (EPP), se tornar um empreendedor individual (EI), ou abrir uma empresa individual de responsabilidade limitada (EIRELI). Resumidamente, você precisa considerar qual enquadramento faz jus ao perfil da sua empresa e metrificar onde e quando pretende chegar, para assim escolher a melhor opção. 

 

Confira 3 mercados em crescentes altas no Brasil:

Franquias digitais

Com a mesma lógica do mercado de franquias tradicionais, o modelo digital possui o diferencial de ser totalmente operado de forma online, sem exigência de espaço físico, menor investimento inicial, menos burocracia de processos e muito espaço não explorado. Hoje existem mais pessoas online ao mesmo tempo do que existiam na terra a 100 anos atrás, ultrapassando 1.5 bilhões 

Alimentação saudável

Muitos já entenderam e se anteciparam para a tendência no segmento da alimentação saudável, já que a área da saúde foi apontada como uma das tendências lucrativas para 2020/2021, considerando a preocupação crescente da população com o bem estar, e isso só tende a crescer. O mercado conta com alta demanda de clientes em busca de conhecimento sobre o assunto, produtos e dietas.

Cosméticos naturais

No mercado de beleza, os cosméticos naturais e sustentáveis ganharam a vez e dispararam em relação aos demais, ficando entre um dos setores que mais crescem no Brasil. Produzidos a partir de matérias primas 100% naturais, esses produtos atraem mais de 50 milhões de pessoas no país e cresce em média 15% ao ano ao redor do mundo.

Produtos à base de plantas, óleos vegetais e extratos botânicos destinados à beleza e cuidados pessoais fazem parte dessa categoria. Os métodos de produção também são levados em conta: além de serem sustentáveis, eles devem promover um comércio justo.

 

Empreendendo com negócios online

Um ponto que não poderíamos deixar de mencionar, é o empreendimento no mercado digital, já que, é o que mais cresce em tamanho de escala no país. Só o varejo digital faturou R$35,2 bilhões no primeiro trimestre de 2021, aumento de 72,2% em relação ao mesmo período do ano passado. Com certeza, as restrições impostas pela pandemia colaboraram de forma significativa com esse aumento. Muitas pessoas, inclusive, realizaram uma compra virtual pela primeira vez, além de novos empreendimentos que estão chegando à internet. 

 

 

Concluindo, vale a pena empreender no Brasil?

Pode parecer desanimador empreender em meio a crise econômica e política brasileira, e em frente a tanta burocracia e impostos. Porém empreender no Brasil ainda é um cenário positivo, mesmo sendo desafiador, é totalmente possível obter sucesso e vale a pena empreender no Brasil.

O mais importante é focar nas coisas que vão te possibilitar ter êxito nessa empreitada. Aposte em planejamento, organização, foco e seja flexível. Teimosia é diferente de persistência. 

Teimosia não leva nenhum empreendedor ao sucesso, se perceber que seu plano principal não está indo bem, tenha a capacidade de ser flexível para mudar o seu plano, reorganizar suas ideias e assumir novos riscos com responsabilidade e muito trabalho.

Gostou do nosso artigo? Qual é a sua opinião sobre empreendedorismo no Brasil? 

Leia Também: A importância do equilíbrio cultural nas organizações

 

Voltar


Faça o teste e descubra o nível de engajamento da sua equipe.

Escola E3

 

    CONTRATE
    NOSSAS SOLUÇÕES

    Endereço
    Rua Serra de Botucatu, 878/880 – Conjunto 1604
    Vila Gomes Cardim – São Paulo/SP
    CEP: 03317-000

    Contato Comercial
    (11) 3132-8262
    (11) 94574-5234

    E-mail
    atendimento@escolae3.com.br